Blog

mudanças físicas e corporais na gravidez

As mudanças físicas e estéticas que geram stress na gravidez

A gravidez e o stress na gravidez, trazem muitas mudanças no corpo e na mente da nova mãe. Ela precisa ver seu corpo ser completamente mudado e os hormônios podem bagunçar as suas ideias, literalmente.

A melhor forma de lidar com isso é se preparar, conhecer o que está por vir e receber ajuda profissional para trilhar esse caminho. Ao fazer isso, a gestação deixa de ser uma experiência traumática e passa a ter todo o brilho que ela merece.

Confira abaixo as principais mudanças físicas e estéticas que afetam as mulheres causando stress na gravidez. Aprenda também como lidar com elas e tornar sua gestação muito mais agradável!

bombardeiro de hormonios

 

Bombardeio de hormônios

A partir do primeiro mês de gestação o corpo da mulher já começa a liberar diversos hormônios. Essas substâncias objetivam o preparo do organismo da nova mãe para carregar o filho durante a gravidez e recebê-lo no parto.

Tudo começa com a interrupção do ciclo menstrual, mas agrega sintomas da TPM (tensão pré-menstrual) como irritabilidade, sensibilidade emocional e alterações físicas também. Enjoos e mudanças na alimentação também são muito frequentes no início da gravidez, devido à liberação do HCG.

É importante lembrar que a liberação de hormônios não cessa durante todo o período gestacional, daí a importância de um bom acompanhamento médico, para evitar o stress na gravidez.

 

stress na gravidez

Ganho de peso

Um dos fatores que mais afetam as novas mães é o ganho de gordura e músculo durante a gravidez. Algumas gestantes chegam a entrar em dietas para evitar o sobrepeso e conseguir recuperar suas medidas anteriores.

Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que esse ganho de peso é totalmente normal durante esse período. Obstetras estimam que as mulheres cheguem a engordar de 8 a 12KG nos nove meses de gestação, com uma média saudável de 1KG por mês.

Abaixo de 8KG a gestação não é considerada saudável e podem faltar nutrientes para o feto e para a própria mamãe. Por isso, dietas restritivas são completamente proibidas durante a gravidez. Só siga restrições alimentares recomendadas por um médico ou nutricionista de sua confiança.

Outro fator interessante é que o peso ganho na gestação vem de diversos fatores, entre eles:Outro fator interessante é que o peso ganho na gestação vem de diversos fatores, entre eles:

⦁ Feto: que pode chegar até 3,5KG;

⦁ Placenta: 700g aproximadamente no fim da gestação;

⦁ Seios: chegam a aumentar 400g do peso normal;

⦁ Líquido amniótico: em média 2KG para proteger o bebê até o parto;

⦁ Sangue: aumenta o nível de sangue no corpo da mulher em até 1,5L;

⦁ Músculo e gordura: ambos indispensáveis para manter o bebê em segurança e também auxiliam na amamentação, podem chegar até 1KG e 4KG respectivamente.

Por conta disto, todo o quadro deve ser analisado quando falamos no ganho de peso na gestação. Trata-se de um processo natural e não deve ser impedido sem a orientação médica.

 

stress na gravidez

 

Aumento do apetite

O aumento do apetite também é um sintoma clássico da gravidez. Com certeza você já deve ter ouvido a expressão: “ela está comendo por dois!”. A frase tem todo sentido, já que o bebê recebe nutrientes pelo cordão umbilical e se vale da dieta de sua mãe.

Contudo, todo exagero deve ser evitado para evitar sobrepeso da gestante e da própria criança ao nascer. Além disso, uma alimentação ruim pode causar doenças graves com a diabetes e a pressão alta, ambas muito prejudiciais para a saúde do feto e sua mãe.

Sendo assim, recomenda-se a consulta a um nutricionista para acompanhamento do peso e a criação de uma dieta específica para esse período. Assim a saúde do feto e sua mãe são garantidas e diminui as chances de complicações no parto.

 

stress na gravidez

 

Crescimento da mama

Como vimos anteriormente, os seios também crescem em tamanho e peso. Isso ocorre em todos os meses da gestação, mas a partir do 8º mês se inicia a produção do colostro. Uma substância que antecede a produção do leite em si, rica em gordura e que será usada na alimentação prévia do bebê.

Junto ao crescimento dos seios e a própria amamentação pode surgir outros desconfortos como a rachadura das mamas; ressecamento da pele; sensibilidade excessiva e etc. Tudo precisa ser acompanhado e informado ao médico para tomar as medidas cabíveis.

Ao fim da gestação o seio da mulher pode perder a sua forma, o que acaba por incomodar determinadas lactantes. Isso pode ser reparado através de procedimentos não cirúrgicos ou plástica, mas deve ser consultado com um especialista antes.

 

stress na gravidez

Últimos meses

Uma parte do útero se localiza próximo às costelas da mulher, o que acaba por pressionar os pulmões e dificultar a respiração. Isso geralmente acontece nos últimos estágios da gestação, mas são muito incômodos à gestante e muitas vezes causam um enorme stress na gravidez.

Nesse caso é recomendado o uso de terapias que ajudem a minimizar os sintomas e reposicionar o feto. Técnicas que podem tornar os últimos meses menos difíceis.

A pressão sobre a bexiga também é um quadro típico no fim da gravidez, o que exige mais idas ao banheiro. Os mesmos procedimentos aplicados no caso dos pulmões podem ser empregados no caso da bexiga.

Em casos mais intensos, recomenda-se a licença médica à gestante para evitar imprevistos. O consumo de líquidos também precisa ser regrado nesse período, mas sem eliminar completamente a ingestão de água, especialmente.

 

stress na gravidez

Como ter uma gestação mais agradável?

Para evitar stress na gravidez e que a sua gestação se torne uma tortura faça um bom acompanhamento médico e psicológico. Mesmo após o parto a nova mamãe pode se ver deprimida devido aos sinais deixados em seu corpo ou pela incidência dos hormônios.

Procure um especialista comportamental para prepará-la antes, durante e após o período gestacional. Essa é a melhor maneira para receber bem o seu bebê e fazer com que tudo dê certo.

Além da terapia recomendada à mãe, o pai também pode comparecer a esses encontros. O objetivo é preparar o casal para receber o bebê e evitar quaisquer problemas após o nascimento da criança.

Quer auxílio para enfrentar os duros sintomas da gravidez e aprender a lidar com o ganho de peso? Entre em contato comigo agora mesmo e agende um horário. Ficarei muito feliz em fazer parte desse momento tão especial.

Caso queira conversar em particular comigo, deixarei meus contatos abaixo.
Até mais;

Psicologa Camila Carmona
CRP –
cb.carmona@terra.com.br
11 94451-9042

 

 

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *